sábado, 29 de janeiro de 2011

Visitas ilustres

Ontem, sexta-feira, no último dia do evento, apareceram, para confraternizar com os artistas participantes, os veteranos Mairynk e Adail, que elogiaram a iniciativa e aproveitaram para posar para fotos ao lado dos colegas. Na imagem vemos Mayrink, André Brown, Adail e Zé Roberto Graúna.

Um comentário:

  1. Hoje completa um ano da maior tragédia natural da história do Brasil. Hoje ainda choramos por aqueles que partiram, pelos lares perdidos, pelo futuro incerto de tantas pessoas. Hoje lamentamos o descaso das autoridades constituídas por nós.

    Hoje seria um dia de lamentações, apenas.

    No entanto...

    Quanta gente saiu fortalecida pelos acontecimentos, e, vive hoje parte da sua vida dedicando-se àqueles menos favorecidos ou vítimas de uma fatalidade!

    Quanta gente se solidarizou com o sofrimento alheio e percebeu o quanto era injusto com o melhor que a vida lhe proporcionou (e hoje irradia alegria e otimismo a nós)!

    Quanta gente exercitou o verdadeiro herói interno, latente em nós, aguardando ansioso por estender as mãos!

    Quanta gente abriu os olhos para a realidade que a cercava e afastou sua família do perigo. Quem sabe quantos de nós vivem hoje devido a esse despertar!

    Quanta gente valorosa, forte, realizadora!

    Acreditamos que a consciência de ser gente é o que nos torna verdadeiramente Gente.

    A primeira ação do Caricatura Solidária completa um ano no próximo dia 25. Ação movida pela solidariedade aos nossos irmãos da região serrana. Mais de quatro centenas de pessoas deram-nos as mãos naquele janeiro de 2011 por aquela gente!

    De lá para cá participamos de diversos outros momentos em que os traços no papel arrancaram sorrisos e solidariedade de onde eles seriam improváveis. Hoje continuamos aqui para lembrar e relembrar a todos vocês, e a nós mesmos, que é o ato vivo da solidariedade que nos move a plenitude da humanidade, da qual somos constituídos. É essa grandeza que alcançamos quando preservamos a vida e a beleza que nos brida a todos a cada instante.

    Portanto, aprendamos a brindar a cada ação o universo que nos cerca.

    Aprendamos, enfim, a ensinar nossos filhos e netos que todas as situações que vivemos servem para nos fazer progredir, melhorar. E que por isso, provocar um sorriso, a ternura, um carinho, o amor, enfim, provocar a emoção, é agradecer a esse milagre que denominamos vida.

    ResponderExcluir